Café de Temer e assistentes em avião chega a 100 reais a unidade aos cofres públicos




O Palácio do Planalto abriu uma licitação para comprar comida para abastecer o avião presidencial, que serve Michel Temer e seus convidados durante um ano; o valor previsto para ser gasto, no total, é de R$ 1,75 milhão; chama a atenção o pedido relacionado a sorvetes; Temer pediu 500 potinhos do produto da marca americana Häagen-Dazs, cujo custo ficou em R$ 7,5 mil; o maior gasto, no entanto, será com tortas de chocolate; foi pedida uma tonelada e meia de torta, ao custo total de R$ 96 mil

247– O Palácio do Planalto abriu uma licitação para comprar comida para abastecer o avião presidencial, que serve Michel Temer e seus convidados durante um ano. O valor previsto para ser gasto, no total, é de R$ 1,75 milhão.

Chama a atenção o pedido relacionado a sorvetes. Temer pediu 500 potinhos do produto da marca americana Häagen-Dazs, cujo custo ficou em R$ 7,5 mil. Também pediu 50 Cornetos, 50 picolés Tablitos, 50 Chicabons, 50 Eskibons e 50 Frutillys. Foram pedidos ainda 300 picolés sem lactose.



O maior gasto, no entanto, será com tortas de chocolate. Foi pedida uma tonelada e meia de torta, ao custo total de R$ 96 mil.

O Planalto encomendou 120 potes de Nutella, a R$ 34 cada um.

O café da manhã de Temer no avião será incrementado. Com o nome “Breakfast PR”, foram encomendados 200 cafés da manhã prontos, ao custo de R$ 96 cada, com presunto de parma e queijos brie, provolone e muçarela de búfala.

Entre os produtos especificados, estão ainda quatro tipos de açúcar, seis tipos de iogurte e seis tipos de geleia. Só de geleia, serão gastos R$ 27.500.