Se a mulher de Lula tivesse feito o que a mulher de Cunha fez, Moro a prenderia logo?

A morosidade diante do caso da mulher de Eduardo Cunha, seria inversamente proporcional ao que ocorreria caso quem cometesse os crimes fosse a mulher de Lula, a cobertura da imprensa, dos comentaristas, mostra um frenesi de linchamento contra o ex-presidente e sua família, já com Cunha, o frenesi não se iguala, as notícias são mostradas de maneira sutil diante de tantas crimes e tanta farra com o dinheiro público, manobras para aprovar sua salvação, manobras de projetos que interessavam a ele, propinas, desvios e gastar dinheiro público com viagens, artigos de luxo, agora imagine se fosse a mulher de Lula quem o fizesse o que faria Moro e a a cobertura da imprensa como seria?

barco lula

Se pedalinhos, barcos de lata e a reforma de um sítio que até agora não se provou ser de Lula, causou grande “revolta” nos paneleiros “contra corrupção”, imagine o que pensariam eles se a mulher de Lula, usasse dinheiro público para comprar artigos de luxo e bancassem passagens pelo mundo. A reação seria devastadora para o ex-Presidente, que já é “condenado” por essa turma, antes mesmo de ser julgado pela Lava Jato, talvez os noticiários só dessem conta que a mulher de Lula “roubou a Petrobrás para comprar artigos de luxo e peruar” ou que “Lula roubou o contribuinte para bancar farra no exterior”, processos viriam de todas as varas, Lula seria linchada, achincalhado e em talvez em 48 horas, após a denúncia fosse apresentada, Lula e Marisa estariam sendo presos por Moro, com transmissão ao vivo pela Globo e festa na Paulista. No entanto como é Cunha, o “malvado favorito” e patrocinador dos movimentos pró-Impeachment, comentasse apenas por alto que ele é réu e será cassado, preso… talvez, quem saiba.

No show das delações também se mostra que quando uma delação não afeta Lula, ela não “presta” e é descartada, como no caso de Leo Pinheiro da OAS, no caso Odebrecht e como foi o caso em que se gravou um procurador da Lava Jato ameaçando testemunha para delatar Lula, transformando delação em pirotecnia midiática e fonte para vender manchetes de jornal, com vazamentos sempre que Lula supostamente apareceria e com “panelas” batendo sempre que Lula e Dilma falam e silêncio ensurdecedor  diante da corrupção de Temer e até em pedir punição a Eduardo Cunha e sua mulher, que só após 2 meses de estar nas mãos de Moro, veio a ser intimada a falar, sem cobertura da Globo e sem condução coercitiva.

O que se pode concluir ao adentrar o mundo do “combate a corrupção” feito por corruptos de direita, é que existe muita retórica e mentira em combater corrupção, como a extinção da CGU, indicação de réus da Lava Jato e investigados para Ministérios de Temer, Cunha não sofrer nenhuma pressão dos grupos pró-impeachment para ser cassado, uma verdadeira republiqueta de banana e hipocrisia, mostrando que esse circo midiático só serve a um propósito, a cabeça de Lula, que as urnas não lhes deram.

 

 

Leia também

ÁUDIO: “Eu não faço nada de errado, eu só trafico droga”, diz Zezé Perrella a Aécio em novo trecho de grampo

Diário do Centro do Mundo No dia 13 de abril, a Polícia Federal interceptou uma conversa …

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *