“Curso” de Procuradores, custou 569 mil em diárias em novembro aos cofres públicos

 



Tijolaço
A crise no serviço público, positivamente, não é para todos.

O Drive, newsletter de Fernando Rodrigues publica um quadro das diárias gastas por 74 procuradores da República num cursinho chamado “Direito Aplicado ao Ministério Público Federal – Ingresso e Vitaliciamento (CIV)”, criado a partir de 2010.

Para quem duvidar desta “austeridade”, o boletim oficial da PGR está aqui, a partir da página 163.



“Apenas” R$ 569 mil,  uma média de R$ 7.700 por procurador, que recebe o seu salário normal, também, no período.

Como, segundo a página da Escola do Ministério Público da União, esta foi a primeira de “quatro etapas”, se as outras forem semelhantes, dá para ver que o cursinho vai custar, só em diárias, quase R$ 2,5 milhões.

Ainda bem que eles são “a esperança do Brasil”.

Veja a lista publicada pelo Drive.

unnamed-6



Check Also

Enquanto te dizem que o Correios “foi quebrado pelo PT” executivos da estatal fazem gastança na Europa com dinheiro público

Gastam e poe culpa no PT