Delator da Lava Jato, solto e curtindo a neve nos EUA




Tijolaço Fernando Brito
De embrulhar o estômago a reportagem do Poder360 sobre a “dolce vita” do ex-diretor da Odebrecht Cláudio Mello Filho nos Estados Unidos.

Mello foi um dos principais intermediários da empresa para oferecer dinheiro a políticos e um dos convivas à mesa do Palácio do Jaburu onde foi sacramentada a “ajuda” de R$ 10 milhões a Michel Temer.

Ele pode, porém tirar fotos na neve nova-iorquina ou procurar lugares mais amenos, como o Islands of Adventure, na Flórida, onde também foi fotografado.



Marcelo Odebrecht está preso só para “não dar na pinta”, porque gente que fez o mesmo que ele, na cadeia de comando da corrupção, nem se encontra impedida de deixar o país e gastar, sabe lá, parte dos saborosos frutos da propina.

Leia um trecho da reportagem publicada originalmente no Drive, newsletter de Fernando Rodrigues, editor do Poder 360:

O ex-lobista da Odebrecht em Brasília Claudio Melo está sossegado. Na 2ª feira (9.jan) à tarde ele curtia a vida em Orlando, na Flórida (EUA). Estava no parque “Islands of Adventure”, da Universal Studios.

Antes de uma temporada na Flórida, com toda a família, Claudio Melo passou a virada de 2016 para 2017 em Nova York. O ex-lobista fechou sua conta no Instagram. Mas muita gente já havia copiado fotos recentes e também de 1 ano atrás –quando a Lava Jato já corria solta, mas o lobista era só alegria. Essa foto de janeiro de 2016 é a que está acima deste texto.



,

Leia também

Coxinhas paneleiros choram e se revoltam porque PF cortou emissão de passaportes por corte de Temer/PSDB

Pobres paneleiros choram por não ir a Miami