Aécio pediu ajuda a Delegado chefe da PF

O senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), líder do golpe que destroçou o Brasil, foi flagrado em mais um movimento de extrema audácia; ele telefonou o próprio diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, e sugeriu ajuda na reforma da Previdência – um tema sensível para a corporação




Minas 247 – O senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), líder do golpe que destroçou o Brasil, foi flagrado em mais um movimento de extrema audácia.

Ele telefonou para o próprio diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, e sugeriu ajuda na reforma da Previdência – um tema sensível para a corporação.




Abaixo, um trecho da reportagem de Rubens Valente:

A investigação também interceptou duas ligações telefônicas entre Aécio e o próprio diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello. Na primeira conversa, Aécio fala sobre o depoimento dele que estava marcado na Operação Lava Jato, e que depois seria adiado por decisão do ministro do STF Gilmar Mendes.

Numa segunda ligação, Aécio pede um espaço na agenda de Daiello para “falar sobre a previdência”, assunto em discussão no Congresso.




Os documentos revelam que os aparelhos telefônicos de Aécio e de Loures estavam sob interceptação judicial -ou seja, os grampos não ocorreram nos telefones de Gilmar Mendes e de Michel Temer. No juridiquês, são provas coletadas de “forma fortuita”.

O mesmo ocorreu no caso da ligação para Daiello.

,

Leia também

Senador cassado por corrupção e associação com crime organizado, reassume cargo no MP de Goiás e já tira férias

Com altas salários