Moro será monitorado

Juristas europeus criam site para analisar sentença de Moro que condena Lula

A sentença prolatada pelo juiz Sérgio Moro no caso do “Triplex  do Guarujá”, que condena o ex-Presidente Luiz Inácio  Lula da Silva,  por sua peculiaridade e, digamos, bizarrice, causa estranheza a todos os operadores do direito e interessados na área jurídica,  tanto aqui no Brasil quanto no resto do mundo crítico-analítico.




Advogados europeus criaram um  site – LulaTrial*  com o objetivo de analisar a sentença condenatória do ex-Presidente. Um Tribunal Virtual analisará todo o processo “sob a luz dos parâmetros internacionais e das garantias dos direitos fundamentais”  esperando-se que  esteja concluído até o final do mês de agosto

Formam o grupo  1) o professor de Direito Público, Filosofia do Direito e Direito Comparado na Universidade – Joham Wolfgang Goethe de Frankfurt, Günter Frankenberg;   2) o professor de Direito Público na Universidade de Manchester e Professor no Instituto de Direito Europeu Comparado da Universidade Oxford, Javier Garcia Oliva; 3) a professora de Direito do Trabalho da Faculdade de Ciência Política da Universidade de Roma de La Sapienza, Roberta Bortone; 4) a professora de Direito Constitucional e Filosofia do Direito da Universidade de Rouen da França, Sylvia Calmes-Brunet


O Site

“Esse tribunal é uma iniciativa permanente que vai resultar em relatórios conclusivos sobre esse processo. Trata-se de um reexame da persecução penal contra o ex-presidente, de modo que passe pelo crivo desses juristas de reputação inquestionável”,  afirmou o professor de Direito Administrativo e Direito Público da PUC-SP e secretário-executivo do site LulaTrial , Rafael Valim. “A ideia de ter apenas estrangeiros para analisar de maneira objetiva, independente e longe do acontecimento os processos”, acrescentou.  (Fonte: LeiaJa)

*Conheça o site: http://www.lulatrial.com

,