Bolsonaro troca cadeiras vermelhas por azuis, obsessão?

A perseguição ao PT no governo Bolsonaro já atingiu os mais altos níveis do ridículo; depois de demitir 300 servidores sob a acusação de serem críticos ao governo, ou por somente terem feito postagem a favor de Marielle Franco, o casal presidencial resolveu trocar as cadeiras vermelhas do Palácio do Alvorada por azuis; os dois se mudam ainda nesta quinta para a residência oficial do presidente da República

247 – A perseguição ao PT no governo Bolsonaro já atingiu os mais altos níveis do ridículo. Depois de demitir 300 servidores, alguns por simplesmente terem postado críticas em suas redes sociais ou manifestações a favor de Marielle Franco, a vereadora assassinada no Rio de Janeiro, o casal presidencial resolveu trocar as cadeiras vermelhas do Palácio do Alvorada por azuis.

LEIA TAMBÉM:

A TV Globo registrou o momento em que um caminhão chegou ao Alvorada e descarregou cadeiras azuis. Em seguida, foram retiradas cadeiras vermelhas do palácio por funcionários, e o caminho levou os móveis embora. Jair Bolsonaro e Michelle Bolsonaro se mudam ainda nesta quinta-feira 3 para a residência oficial do presidente da República.

De acordo com a reportagem da Globo, as cadeiras azuis são as originais do palácio e as vermelhas, reservas. O prédio foi projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer e inaugurado em 1958.

“Começa a ficar engraçada essa obsessão. Estarão proibidas as rosas vermelhas? Os canteiros de “alegria do jardim”? Antúrios, só os brancos? Liberados os os girassóis, as hortênsias e as margaridas, imagino”, ironizou a jornalista Rosane de Oliveira, da Rádio Gaúcha, no Twitter.