Celso Amorim alerta para risco real de guerra na América Latina

Em uma mensagem á TV 247, na manhã dessa quinta-feira (12), o ex-Ministro das relações exteriores do governo Lula,Celso Amorim,  alerta para um risco real e iminente de guerra na América Latina, após EUA, Brasil e Colômbia fazerem a OEA (Organização dos Estados Americanos) aprovar o TIAR ( Tratato Interamericano de Assistência Recíproca), segundo o ex-Ministro o alvo direto da ação, é a Venezuela.




O ex-Ministro afirmou que a convocação do TIAR, representa um risco iminente e real de guerra no continente, um tratado “infame da guerra fria” segundo Celso Amorim.”Sinto-me obrigado a voltar ao tema da Venezuela sobretudo em função da convocação de uma reunião de ministros do TIAR – Tratado Interamericano de Assistência Recíproca, também conhecido como Tratado do Rio de Janeiro, infame tratado da epoca da Guerra Fria que foi usado exclusivamente para torpedear governos progressistas em nossa região, inclusive sanções contra Cuba que foram aprovadas em 1964, depois da exclusão desse país em 1962″, diz Amorim

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

“A ameaça do uso da força – prossegue – implícita na convocação do Tiar, é totalmente absurda, contraria todos os princípios da convivência pacifica, da solução pacífica de controvérsias, da não intervenção e da autodeterminação dos povos”, enfatiza o ex-chanceler, defendendo os consagrados princípios da Carta das Nações Unidas.




“Essa ameaça também vai contra inclusive as disposições das Nações Unidas que reservam o monopólio do uso da força, no caso das medidas coercitivas, às próprias Nações Unidas, ao seu Conselho de Segurança”, pontua.

(…)