Colunista da Globo mostra que o poder “amoleceu” o coração de Moro

O colunista da Globo, Bernardo Mello Franco, fez um excelente texto sobre como o poder ”amoleceu” o coração do ex-juiz Sérgio Moro, de sua imagem de “implacável caçador de corruptos” a hoje um Ministro e aliado compreensivo, com os casos de corrupção e ilegalidades no governo Bolsonaro.

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

Em 2017, lembra Bernardo Mello Franco, Moro dizia que o caixa 2 era um crime grave contra a democracia , e que seria pior até que a tradicional corrupção, para fins de enriquecimento pessoal e ilícito , afirmou o mesmo em palestra em 2017. Só que a posição de Moro, agora diante do caixa 2 de Bolsonaro, foi bem diferente.



Confrontado, com o caixa 2 de seu aliado e atual Ministro Onyx Lorenzoni, Moro foi “compreensivo” e “generoso” e até afirmou que admirava o colega, depois afirmou que o mesmo já “havia pedido desculpas”, no caso Moro, diz o colunista, Moro tapou os olhos para as movimentações suspeitas, detectadas pelo COAF, fora cheques nas contas da primeira-dama, Moro não teria respondido sobre os assuntos porque dizia que as perguntas seriam “ofensivas” ao governo.

O homem “duro com a corrupção” mudou, segundo o jornalista, nós no entanto achamos que desde os tempos de juíz, quando o mesmo foi sereno e absolveu Cláudia Cruz, mulher do ex-deputado Eduardo Cunha .

 

Veja a matéria completa no O Globo

Baixe nosso aplicativo na Play Store e fique atualizado