Ex-Procurador da Lava Jato agora admite que Bolsonaro tenta proteger o filho

O ex-procurador da Lava Jato, Carlos Fernando de Lima, afirmou a BBC, que Bolsonaro está criando “situação dramática” para proteger o filho Flávio Bolsonaro, o ex-procurador também admitiu em entrevista na Globo News que Bolsonaro foi o “candidato da operação”, agora diante da tentativa desesperada de Bolsonaro de controlar orgãos como o COAF, PF e outros, o Procurador se diz “surpreso” .



BBC Brasil

Para Carlos Fernando dos Santos Lima, Jair Bolsonaro (PSL) é hoje uma “fonte de preocupação”. Para ele, atitudes recentes do presidente – como mandar o antigo Coaf para o Banco Central e trocar nomes-chave da Receita Federal – podem ter sido motivadas pelo desejo de proteger seu filho, o hoje senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

O senador é investigado na operação Furna da Onça, que apura se políticos de vários partidos teriam se apropriado dos salários de assessores na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

“Infelizmente, uma questão menor, um crime dos mais banais envolvendo políticos – a ‘rachadinha’ dos salários no gabinete – está inviabilizando o combate à corrupção no Brasil”, disse Carlos Fernando em entrevista exclusiva à BBC News Brasil, por telefone.





“Com este Coaf no Banco Central e sem liberdade de se comunicar com o Ministério Público; e com a Receita também ameaçada de diminuição da sua independência, nós temos realmente uma situação dramática.”

(…)