Flávio Bolsonaro queria anular provas do caso Queiroz

Flávio, no entanto, desistiu após Gilmar Mendes determinar a suspensão de todas investigações e processos relacionados ao caso.

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

O Senador Flávio Bolsonaro (PSL/RJ) desistiu de um habeas corpus que solicitava a anulação de provas no caso Queiroz, com seus mais de R$ 1,2 milhões movimentados em suas contas, quando o mesmo era assessor de Flávio Bolsonaro, na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (ALERJ).O pedido de anulação de provas, seria julgado na próxima terça-feira pela 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ).



A desistência ocorreu, após Gilmar Mendes, atender pedido da defesa de Flávio Bolsonaro e suspender todas investigações do caso. O caso deve ser julgado no plenário do STF, no próximo mês.  No recurso da defesa de Flávio, apresentado a Gilmar Mendes, os advogados de Flávio, alegaram que a Justiça do RJ não estaria cumprindo inteiramente decisão de julho passado, do presidente do STF, Dias Toffoli.

A defesa de Flávio pedia a 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ), a suspensão da quebra de sigilo fiscal e bancário, usando o argumento do foro privilegiado. O senador nega que esteja envolvido em ilegalidades  e que isso tudo seria usado para atingir seu pai, o presidente Jair Bolsonaro.

Com informações do jornal O Dia

Baixe nosso aplicativo na Play Store