Juízes de Rondônia recebem 5 auxílios-moradia por mês

O milagre da multiplicação dos benefícios aconteceu no Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO). O auxílio-moradia retroativo, pago com 24 anos de atraso, teve o seu valor multiplicado por cinco após correções e juros. Ficou em R$ 22,7 mil para cada mês do benefício, em média, quando o valor atual está em R$ 4,9 mil. O valor total a ser pago aos juízes chega a R$ 145 milhões – dinheiro suficiente para construir 5 mil casas populares.




O valor cobre o benefício durante 77 meses, de maio de 1987 a novembro de 1993. Está sendo pago em 60 parcelas para 83 magistrados – o que corresponde a R$ 1,74 milhão para cada um. Até agora foram pagas 26 parcelas. O auxílio-moradia em Rondônia hoje é o maior do país, chegando a R$ 6 mil para os desembargadores – o equivalente a seis salários mínimos e superior ao valor do teto previdenciário. Considerando o valor atual, 77 meses acumulados resultariam em R$ 377 mil.

Leia a matéria completa no Gazeta do Povo

Receba nossas atualizações direto no Whatsapp