em Justiça Partidária

Moro diz que não contraria Bolsonaro publicamente

“Não contrario publicamente o presidente” disse Sérgio Moro em entrevista ao programa Roda Viva. De juiz político e parcial que prendeu Lula, para ganhar cargo no principal adversário do petismo (Bolsonaro) ao discreto Ministro da Justiça e Segurança Pública, que dá amém a tudo no governo Bolsonaro, ao que parece e se cala para os escândalos do governo e de pessoas próximas ao presidente.




Moro deu sinais ontem (20) que está bem alinhado com o Bolsonarismo no poder.

O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, confirmou ontem (20) seu alinhamento com o projeto de poder de Bolsonaro.




“Não contrario publicamente o presidente” disse o ex-juiz algoz de Lula e hoje Ministro de Bolsonaro.

Quem via Moro, sempre tão duro com Lula, atropelando fases do processo como revelou o The Intercept. Para incriminar o Lula, Moro que era juiz e devia ser neutro, indicou até testemunhas que pudessem incriminar Lula.

Postura diferente das quais tem o Ministro que hoje integra o governo, mesmo com escândalos na SECOM, com o filho do presidente, nada disso parece incomodar o “Super Moro”.

LEIA TAMBÉM:

Durante sua entrevista ao programa Roda Viva, Moro também falou que não houve “ruptura institucional” no governo Bolsonaro, que Bolsonaro “respeita” a mídia, entre outros.

Como disse o jornalista Moisés Mendes, Moro virou advogado da família Bolsonaro.




Glenn Greenwald rebateu mentiras do ex-juiz  na sua sabatina no Roda-Viva, segundo o jornalista e editor do The Intercept Brasil: “Compare a mentira que Moro acabou de contar sobre o que os chats #VazaJato mostraram sobre como ele mandou as operações de PF com o que eles realmente mostram. Ele mentiu completamente. Não consigo lembrar de políticos que mentem tão facilmente com ele”, escreveu Glenn no Twitter.

O alinhamento de Moro ao governo e ao bolsonarismo é tanto, que até Witzel, que era um grande aliado de Bolsonaro, disse que transformaram o porteiro do caso Marielle que era testemunha em investigado.

VÍDEOS RELACIONADOS:

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

Entre no nosso canal de Telegram e receba nossos conteúdos por lá

 

 

Comments are closed.