em Internacional

Pastores brasileiros são detidos em Portugal por tráfico de pessoas

Pastores evangélicos brasileiros foram presos em Portugal , nessa quinta-feira (9) por tráfico de pessoas e auxílio a imigração ilegal em Portugal.

Foram presos nessa quinta-feira(9) três pastores evangélicos brasileiros em Portugal. Dois homens e uma mulher suspeitos de tráfico de pessoas. De acordo com a BBC, eles teriam alojado em uma igreja, com condições “muito precárias”, cerca de 30 brasileiros, entre eles crianças.




Em nota o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF)  informou que o espaço onde os brasileiros estavam, não tinha divisões ou privacidade. Banheiros compartilhados  e “fracas condições de salubridade”.

Segundo a rede de TV portuguesa, RTP, os brasileiros, em sua maioria em situação ilegal em Portugal. Tinham que pagar aluguel de 300 euros  (R$ 1358,00) para viver nesses locais. O salário mínimo em Portugal é cerca de 635 euros.




Os brasileiros eram “forçados” a dar dízimo para a Igreja, além do aluguel que pagavam.

O alojamento ilegal foi descoberto por denúncia anônima. Havia até crianças no alojamento.

LEIA TAMBÉM:

Os três pastores são acusados ainda pela inspetora do SEF, de obrigar os brasileiros a trabalharem para a Igreja Evangélica sem nenhuma remuneração. Além de os “enganarem, fazendo-as acreditar que estão tratando de sua situação documental, coisa que de fato não acontece”. disse a inspetora Edite Fonseca Fernandes.

Fizeram os brasileiros trabalhar para Igreja sem receber nada e além do que os enganaram, fazendo eles acreditarem que a Igreja estava “ajeitando” a situação documental deles em Portugal. Eles prometiam trabalho e legalização no país, mas no entanto, exploravam os brasileiros, fazendo-os pagar aluguel e o dízimo para a Igreja, além de fazer serviços sem remuneração para a Igreja.

Exploração, tráfico de pessoas e outros, nada disso é esperado ao menos em teoria de pastores de igrejas…

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

Entre no nosso canal de Telegram e receba nossos conteúdos por lá

Vídeos Relacionados:

 

Comments are closed.