em Economia

Petrobrás autoriza aumento de gás de cozinha…de novo




A Petrobrás autorizou nessa sexta-feira (22) o reajuste do preço do gás de cozinha residencial em 4% na média, os famosos botijões de 13 quilos, usados por clientes residenciais.  Trata-se do segundo aumento seguido para os gás de botijão com 13 quilos, os popularmaente conhecidos como “gás de cozinha”, em outubro o aumento foi em torno de 5%.

Leia também: Pacote de Guedes/Bolsonaro acaba com o FAT, fundo de seguro-desemprego

O repasse aos consumidores dependeriam ainda da política comercial de revendedoras e distribuidoras. Na campanha de Bolsonaro, ele prometeu o gás a R$ 30 reais, no entanto em algumas capitais o valor do gás de cozinha passa dos R$ 100.



Durante o segundo turno das eleições, Bolsonaro prometeu abaixar o preço do gás e ainda atacou o então candidato Fernando Haddad que apresentou uma proposta real para a redução do gás: “Ele diz que vai passar o preço do gás para R$ 49. Eu quero que ele passe para R$ 30. (…) Nós queremos sim diminuir o preço do gás, mas com seriedade. Não na base da canetada enganando pessoas mais pobres que vivem realmente em uma situação bastante complicada. Sabemos que o preço do gás está batendo aí R$ 75, R$ 80. É um absurdo o preço do gás isso tudo”, vociferava Bolsonaro.  As promessas de campanha dele na economia podem ser vistas aqui.

Com informações da Folha de São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<--retirado daqui os relacionados Mobile -->