The Intercept alertou para prisão “falsa” de hacker há mais de uma semana

Em editorial no dia 15 de julho, veículo de Glenn Greenwald alertou que recebeu, de fontes próximas, informações de que a PF planejava a prisão de um suposto hacker que confessaria ter adulterado as conversas de Moro e procuradores da Lava Jato com o objetivo de descredibilizar as matérias da Vaza Jato; nesta quinta-feira (23), quatro pessoas foram detidas



Em editorial divulgado no dia 15 de julho, o The Intercept Brasil alertou que a Polícia Federal estaria preparando, para aquela semana, uma ofensiva contra o site de Glenn Greenwald através da prisão de um suposto hacker que “confessará” a adulteração dos diálogos que vêm sendo divulgados na série Vaza Jato. A informação teria sido repassada ao veículo por fontes próximas.

“Apesar da abundância de provas da autenticidade do material, publicadas pelos diferentes veículos, diversas fontes disseram ao Intercept ao longo dos últimos dias que a Polícia Federal, durante o afastamento do ministro Sergio Moro, está considerando realizar essa semana uma operação que teria como alvo um suposto ‘hacker’, que supostamente seria a fonte do arquivo. Esse suposto hacker seria estimulado a “confessar” ter enviado o material ao Intercept e que esse material teria sido adulterado”, explicou o site no texto.




A prisão de supostos hackers não ocorreu naquela semana, mas apenas alguns dias depois. Nesta terça-feira (23), a Polícia Federal do Distrito Federal deflagrou uma operação em Araraquara, Ribeirão Preto e São Paulo com o objetivo de conseguir provas e prender suspeitos de cometerem crimes cibernéticos. Oficialmente, a PF não deu detalhes sobre a operação e sequer citou o ministro Sérgio Moro, mas Fórum apurou que o objetivo era alcançar suspeitos de terem invadido o celular do ex-juiz.

Ao todo, foram detidas, de acordo com a PF, quatro pessoas. Uma delas, de Araraquara, segue foragida e seu apelido seria Vermelho. De acordo com fontes locais, Vermelho seria um estelionatário, envolvido com tráfico de drogas e não teria “cacife” para fazer parte de um esquema de invasão de celular de autoridades.

Depois da notícia da operação da PF vir à tona, o editor do The Intercept Brasil, Leandeo Demori, postou novamente o editorial em que alertam para a “falsa” prisão que estaria sendo planejada e disparou: “Só pra lembrar: nem tentem descredibilizar o arquivo. Não lutem contra os fatos, todos empilhados aqui”.

Via Revista Fórum