em Economia

Bolsonaro prepara nova MP para cortar salários por até 3 meses

Mais uma atrocidade e maldade do governo Bolsonaro contra os trabalhadores de todo Brasil em plena pandemia do coronavírus, COVID-19. Depois de inúmeras tentativas de cortar salários e jornada, que foram frustradas por denúncias nas redes sociais e de parlamentares. O governo confirmou uma  nova medida nessa quarta-feira (1º) que permite o corte de até 70%  do salário e da jornada dos trabalhadores em todo Brasil em prazo máximo de 90 dias (3 meses).




O governo Bolsonaro confirmou nessa quarta-feira (1) a edição de uma nova medida provisória em plena crise do coronavírus, que autorizam cortes de até 100% no salário e na jornada dos trabalhadores.






Os trabalhadores seriam “compensados” com uma compensação que chegaria a 100% do que receberiam com o seguro-desemprego.

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, disse que, no caso da redução de jornada, o governo compensará parcialmente o trabalhador com o pagamento de um benefício que corresponderá a uma parcela do seguro-desemprego (proporcional à redução salarial). Exemplo: para reduções salarias de 30%, o pagamento corresponderá a 30% do seguro-desemprego (não do salário!).

A medida seria editada nessa quinta-feira (2) informa o jornal Folha de São Paulo.

O deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ) e outros parlamentares denunciaram mais este absurdo do governo Bolsonaro em plena crise do coronavírus.

Veja as reações nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM:

Comments are closed.