Deputado desafia Moro a entregar celular para perícia e autorizar Telegram entregar conversas

O deputado federal, Paulo Pimenta (PT-RS), propôs hoje em audiência na Câmara que o Ministro da Justiça, Sérgio Moro, assinasse documento, autorizando a quebra de seu sigilo fiscal, telefônico, para averiguar se as conversas que o The Intercept teve acesso no Telegram são reais.

ESTADÃO




O deputado José Guimarães (PT/CE) propôs, durante a Comissão de Constituição e Justiça que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, assine um termo de compromisso para que entregue seu celular aos parlamentares. Ele desafiou o ex-juiz da Lava Jato, que condenou e prendeu Lula.

LEIA TAMBÉM:

“Eu queria iniciar. Vossa Excelência assinaria essa declaração para a imprensa, nos termos que o deputado [Paulo] Pimenta (PT) propôs entregando o seu celular para esta Comissão de Constituição e Justiça ou para algum órgão de investigação? Por que eu coloco isso? para a verdade ser restabelecida. Vossa Excelência fala: ‘eu não lembro, eu não sei’, afirmou, referindo-se a palavras do próprio Moro.



José Guimarães prosseguiu. “Eu não tenho mais as mensagens. É fácil, assine. Ao assinar, Vossa Excelência está firmando um compromisso com a ética e com a verdade”, concluiu o petista.

 

(…)

 

Veja o requerimento: