em Vídeo

Em vídeo antigo, Youtuber espancada criticou “vitimismo homofóbico”

A Youtuber lésbica e bolsonarista, que foi atacada hoje junto a namorada, gravou vídeo antes dizendo que a violência homofóbica seria vitimismo.

Via Revista Fórum




No último domingo, 15, a youtuber Karol Eller foi mais uma vítima de uma agressão homofóbica, ao lado de sua namorada, no Rio de Janeiro. A youtuber viu sua fama crescer ao aparecer publicamente ao lado de Jair Bolsonaro, durante as eleições de 2018, numa tentativa de mostrar que eram falsas as acusações de homofobia do então candidato.

Resgatando um antigo vídeo de Eller, o jornalista George Marques analisou o caso em sua conta no Twitter. No vídeo, a youtuber, filmando-se enquanto dirige, classifica de maneira veemente a violência homofóbica como vitimismo.



“Segundo Karol Eller, todo dia morre policial, negro, gay, então não dá p/ se falar em violência homofóbica. Ela diz que tem muito gay que faz “cagada ou apanha na rua porque anda em más companhias” Ela estava em má companhia quando foi brutalmente agredida no último domingo?”, escreveu Marques que, não obstante, fez questão de deixar claro que o que ocorreu com a youtuber foi um ato covarde.

LEIA TAMBÉM:

Leia a matéria completa na Revista Fórum

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

Entre no nosso canal de Telegram e receba nossos conteúdos por lá

 

Comments are closed.