(Imagens: Sergio Moraes/Reuters)

Imagens de invasor fascista sendo expulso da embaixada da Venezuela repercutem no mundo

Do Pragmatismo Política 

“Eu tenho um sonho”. Vestindo uma camisa de Martin Luther King, homem encara fascista que invadiu embaixada da Venezuela em Brasília. A imagem percorreu o mundo

A imagem de um invasor apoiador de Juan Guaidó sendo expulso da embaixada da Venezuela em Brasília nesta quarta-feira (13) repercutiu em diversos jornais internacionais, sobretudo da América Latina.



Os registros são de autoria de Sergio Moraes, da agência Reuters. Na imagem, um homem que veste uma camisa do líder e ativista Martin Luther King desfere um soco contra um fascista que havia invadido a embaixada horas antes.

LEIA TAMBÉM: Bolsonarista, cabo da PM de MG é preso por tráfico de drogas

A foto também foi muito comentada nas redes sociais. “Que soco bem dado. Fascismo não tem papinho, nem flores. É murro mesmo”, escreveu um internauta. “Essa é a foto do ano. Vou imprimir, emoldurar e pendurar na parede de casa”, brincou outro.




As embaixadas são consideradas territórios autônomos dentro de um país e seguem regras próprias. A embaixada da Venezuela em Brasília foi invadida durante a madrugada de quarta-feira (13) por conservadores partidários do autoproclamado presidente Juan Guaidó.

LEIA TAMBÉM: VÍDEO: Deputado do PT expulsa invasar da embaixada da Venezuela no tapa

Às 8h da manhã, grupos de esquerda antifascistas chegaram ao local, conseguiram forçar a entrada e retomaram parte do prédio. A foto foi tirada neste momento. Minutos depois, a PM separou os confrontos com gás de pimenta.

No final do dia, o grupo invasor pró-Guaidó deixou a embaixada venezuelana pela porta dos fundos.




FOTOS: Sergio Moraes/Reuters