em Economia

Ministro de Bolsonaro quer reduzir auxílio-emergencial para R$ 200

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, está avaliando a redução do valor do auxílio-emergencial, atualmente em R$ 600 para apenas R$ 200,00, como o governo queria anteriormente. O valor de R$ 600,00 foi aprovado pelo Congresso Nacional como iniciativa para frear o avanço do coronavírus e dando um auxílio-emergencial, no período que o país precisa de isolamento social para vencer a pandemia.




A maldade do governo Bolsonaro em meio a pandemia, não para, além de fazer pouco caso das vítimas do coronavírus e da pandemia, o governo agora quer reduzir o valor do auxílio-emergencial. A informação é do jornal O Globo, mostra que o Ministro da Economia, avalia a redução do auxílio-emergencial da população.

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

SIGA NOSSO CANAL NO YOUTUBE:

O governo que quer reduzir o valor do auxílio-emergencial, não faz muito tempo, quando já havia pandemia de coronavírus no Brasil, liberou mais de 1 trilhão de reais para bancos.





O valor de R$ 200,00 foi falado em reunião com empresários, segundo O Globo, Guedes falou em “suavizar a queda” e disse que não se pode “prorrogar indefinidamente a concessão do benefício”.

No projeto original a equipe econômica do governo previa um auxílio-emergencial de apenas R$ 200,00.

A  redução gradual do auxílio-emergencial é uma das maneiras que o governo pretende para estruturar o fim do auxílio-emergencial.  Eles estão estudando entre outras medidas “definir um público mais específico” para receber o auxílio.

O governo retirou Ubers, garçons da lista para a ampliação da concessão do auxílio-emergencial. Lembre disso ao Uber bolsonarista.




Com informações de O Globo.

LEIA TAMBÉM:

 

VÍDEOS RELACIONADOS:


 

Participe do grupo FORA BOLSONARO no Whatsapp e receba notícias

Comments are closed.