Moro defende Bolsonaro em caso do caixa 2 e surpreende juízes e procuradores

A atitude do ministro Sergio Moro de defender Bolsonaro das denúncias de envolvimento no caixa 2 do laranjal do PSL, quando as investigações ainda estão sob sigilo, provocou forte reação entre juízes e membros do Ministério Pùblico Fedetal (MPF). Moro demonstrou que é subserviente ao chefe e cometeu mais uma irregularidade

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

247 – É com “incredulidade”, que procuradores reagem às declarações de Moro em defesa de Bolsonaro no caso do laranjal do PSL, e quanot a Ministros de cortes superiores, com alarde, informa a coluna Painel da Folha de S.Paulo.



Para um membro do Superior Tribunal de Justiça, o chefe da PF mostrou parcialidade.

Afinal, Moro defendeu Bolsonaro afirmando que “nem a PF e nem o Ministério Público, que atuam com independência, viram algo contra o presidente nesse inquérito”, quando o caso se encontra sob sigilo, situação em que o ministro não deveria ter informações privilegiadas.

Baixe nosso aplicativo no Google Play e fique atualizado