em Política

Policial militar que era contra isolamento social, morre de coronavírus

14/05/2020

Policial militar bolsonarista de 47 anos, que fazia questionamentos sobre a eficácia do isolamento social, dizia que a quarentena para conter o novo coronavírus era apenas “jogo político”. Ele morreu em decorrência de complicação do coronavírus.




Um policial militar de Guarujá (SP), litoral de São Paulo, morreu nessa quinta-feira (14) em decorrência das complicações do coronavírus. O Policial era contra o isolamento social e em suas redes sociais fazia comentários questionando o isolamento e chamando as medidas de “jogo político”.

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

Ricardo Valentim fazia duras críticas ao isolamento social e mostrava simpatia ao presidente Jair Bolsonaro. Ele atuava no 21º batalhão da Polícia Militar.




A própria assessoria de imprensa do PM, confirmou que ele foi internado e diagnosticado com coronavírus.

Em um post no perfil de Facebook de Ricardo Valentim, há uma foto de perfil dele dizendo que fazia “parte do exército de Bolsonaro”.  Em muitas publicações ele ironizava autoridades por medidas de isolamento social, entre eles governadores e prefeitos.

Veja uma das publicações:




A Baixada Santista contabiliza mais de 3 mil casos confirmados de coronavírus e mais de 200 mortes.

LEIA TAMBÉM:

VÍDEOS RELACIONADOS:

Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | VK | Instagram

Comments are closed.