em Vídeo

Médico diz na TV que Bolsonaro pratica eugenia e o associa com o Nazismo

Um médico teve coragem de dizer o fato: O governo Bolsonaro quer praticar eugenia em plena pandemia. Segundo o médico essa “política de deixar morrer o idoso, o vulnerável” e deixar vivo o “atleta, o jovem” é Eugenia e era praticado pelo regime nazista de Hitler.




O médico Arnaldo Lichtenstein, clínico geral com doutorado pela USP, desferiu uma das mais duras críticas a Bolsonaro e seu governo em entrevista a TV Cultura. O médico disse que parece que o governo quer que pessoas vulneráveis morram na pandemia de coronavírus.

“As pessoas que vão morrer são os idosos, aí tem a fala : Mas já ia morrer mesmo, ou as pessoas que já tem doenças, já estavam doentes, aí vão ficar os jovens e atletas, então se a gente pegar pedaços da fala, tem uma lógica intensa, isso chama Eugenia. Lembre-se que sistema político mundial usava isso” disse o médico para lembrar como o nazismo na Alemanha tinha uma política de eugenia.




O médico acredita que essa tentativa de burlar a quarentena e isolamento social, por parte de Bolsonaro e do Bolsonarismo tem uma lógica muito mais perversa, do que somente não acreditar na ciência. Teria uma lógica de eugenia, de fazer com que doentes, idosos e todos vulneráveis “morram”.

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

Uma declaração assim, vinda de um médico e profissional de saúde acende um sinal vermelho sobre as intenções de Bolsonaro. O médico acredita que eles querem fazer isso, para não “derreter a economia” brasileira, que por sinal já vinha dando sinais de derretimento antes mesmo da pandemia de coronavírus.

LEIA TAMBÉM:

O médico também critica a “lógica de Bolsonaro” que 70% dos brasileiros vão acabar pegando o coronavírus e diz que isso pode levar a morte de milhares de brasileiros ou até milhões.

Ouça a crítica ácida do médico:



Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | VK | Instagram

 

Comments are closed.