Foto: Reprodução/Twitter

Protestos pró-Lava Jato e contra STF são um fiasco em todo país




Os protestos marcados para hoje (17), contra o STF e que prometiam “derrubar o Ministro Gilmar Mendes”, como prometeram em suas hashtags de Twitter, não passou de marolinha. Notícias na própria grande mídia, tão simpática a Lava Jato, mostram que os atos pró-Lava Jato, marcados para esse domingo, foram um retumbante fracasso e produziram verdadeiras cenas de vergonha.

Segundo informações da Revista VEJA, o ato pelo Impeachment de Gilmar Mendes no Rio de Janeiro, reuniu dezenas de pessoas, na praia de Copabacana, na altura do posto 6. Organizado pelo Movimento Nas Ruas, Movimento Conservador e Movimento Brasil Conservador, o evento contou com dois carros de som e reuniu algumas dezenas de pessoas, que ocuparam menos de um quarteirão da praia.



A Hashtag #BrasilcontraGilmarMendes, entre os Trend Topics do Twitter, nesse domingo (17), havia mais de 500 mil tweets, sobre o tema até as 14 horas, informou a VEJA. No entanto estar “bombando” no twitter, não se traduziu em povo na rua.

Em Belo Horizonte, o jornal Estado de Minasinforma que manifestante pró-Lava Jato, se reuniram na Praça da Liberdade, no entanto, segundo o jornal uma manifestação “com público bem menor a outros protestos”, o que fica bem evidenciado nas fotos publicadas pelo jornal, a histeria “contra corrupção” (de um só lado) ficou mais estridente, o público no entanto, ficou mais reduzido. (Veja as fotos do Estado de Minas aqui)


Protesto contra o STF, BH-17/11 FOTO: Reprodução Twitter

As manifestações em SP, segundo informações da Folha de São Paulo, se concentrou na frente da FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), em torno de dois carros sons, onde manifestantes gritavam “Fora Gilmar Mendes” e alguns “Justiça acima de tudo, Sergio Moro acima de todos”. A Polícia Militar não estimou o público presente na Avenida Paulista, segundo o R7.

Em Brasília, uma ”multidão de 1000 pessoas”, segundo o R7 (da Rede Record)e as cenas que mais chamaram atenção, ocorreram em outras cidades, nos vídeos abaixo.