Trump não virá a posse de Bolsonaro

Poder 360

O presidente Donald Trump não virá para a posse presidencial de Jair Bolsonaro em 1º de janeiro de 2019.

Em vez disso, anunciou no início da noite de 2ª feira (17.dez.2018) a comitiva norte-americana que o representará no evento. O grupo será chefiado por Mike Pompeo, secretário de Estado dos EUA.

A informação é da Secretaria de Imprensa da Casa Branca. Eis o anúncio.

Outras 3 autoridades farão parte da comitiva norte-americana. Comparecem Mark Green, administrador da agência estadunidense para desenvolvimento internacional; William Popp, embaixador interino dos Estados Unidos em Brasília; e Mauricio Claver-Carone, diretor de assuntos do hemisfério ocidental do Conselho Nacional de Segurança americano.

BOLSONARO E FILHOS TENTARAM APROXIMAÇÃO COM TRUMP
O histórico de admiração da família Bolsonaro com Donald Trump é antigo. Antes da campanha presidencial, o deputado federal reeleito –e filho do militar– Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) reuniu-se com Steve Bannon em Nova York (EUA). Bannon foi 1 dos estrategistas da campanha de 2016, da qual o republicano saiu vencedor.

Após a eleição de Bolsonaro, Eduardo voltou aos Estados Unidos e concedeu uma entrevista ao programa Lou Dobbs Tonight, da emissora norte-americana FoxNews. No momento em que Dobbs diz que Bolsonaro “tem sido chamado de o Trump do Brasil”, Eduardo abre 1 sorriso e afirma que ambos não são “politicamente corretos” e, portanto, falam o que pensam.

Na entrevista, Eduardo ainda diz que prefere que o Brasil esteja mais próximo dos Estados Unidos do que de outros países, sem especificar quais.

Aqui no Brasil, Jair Bolsonaro recebeu John Bolton, conselheiro de segurança nacional dos EUA. Bateu continência para o assessor de Trump, em sua casa, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Receba nossas atualizações pelo Whatsapp 

Receba nossas atualizações pelo TELEGRAM

Vídeos relacionados: