Advogado que pediu cassação de passaporte de Lula, pede liberdade a militar preso com 39 kg de cocaina na Espanha

O advogado do segundo-sargento Manoel Silva Rodrigues, preso na Espanha por traficar 39kg de cocaína em avião da FAB que fazia parte de comitiva presidencial, quer que o habeas corpus do militar. O argumento é de que a defesa “não teve acesso” ao número do Inquérito Policial Militar nem ao processo.



O advogado Carlos Alexandre Klomfahs, que chegou a afirmar que tudo não passava de uma armação, diz em petição enviada ao Supremo Tribunal Militar (STM) que seu cliente sofre “constrangimento ilegal” e pede soltura e a extradição de Rodrigues, que segue preso em Sevilha, na Espanha.

LEIA TAMBÉM:

Na petição, Klomfahs também solicita a concessão de uma liminar para ter acesso aos autos e classifica que a atuação da Corte Militar “mitiga o direito de defesa constitucionalmente assegurado”. No dia 8, ele solicitou o número do processo e do IPM para se habilitar nos autos, como resposta obteve a circunscrição, a auditoria e o nome do juiz-auditor.




Polêmico, Klomfahs já atuou contra Lula pedindo a cassação do passaporte do ex-presidente antes de uma viagem para a Etiópia em razão de reunião da ONU, afirmando que Lula poderia pedir asilo político.

 

Via Revista Fórum