Agência de checagem mostra as várias mentiras e dados falsos de Bolsonaro na ONU

A agência de checagens, Aos Fatos, fez um thread no Twiter para checar o discurso do presidente Jair Bolsonaro, na Assembléi Geral da ONU, um discurso paranóico, de extrema direita e puramente ideológico, onde os fatos e a verdade pouco importavam, escancarou ao mundo como disse o El País, o programa de extrema direita e anti-indígena, chegou ao cúmulo de afirmar que os incêndios na Amazônia, são “fake news” e culpou até índios e populações locais pelo fogo na Amazônia, os índios que vem assumindo nos últimos anos, protagonismo contra ações ilegais de madeireiras e o crime organizado na floresta Amazônica, em 3 anos os índios chegaram a queimar 105 caminhões de madeireiras  com madeira ilegal na Amazônia, fazendo o que os orgãos de fiscalização ambiental não vinham fazendo.



As mentiras de Bolsonaro na ONU:

“61% do território brasileiro é preservado”:

A informação é FALSA. De acordo com números fornecidos pelo Ministério do Meio Ambiente, o Brasil tem 26,5% de sua área total ocupada por Unidades de Conservação. O dado considera tanto regiões de proteção integral, que não podem ser manipuladas por seres humanos, quanto áreas de uso sustentável, que podem ser ocupadas e ter seus recursos extraídos desde que sejam respeitadas certas regras.

Veja as outras threads e dados falsos e imprecisos usados por Bolsonaro: