Áudios mostram provável apoio de Bolsonaro ao golpe na Bolívia

Uma série de gravações de opositores ao governo Evo Morales mostra que há uma articulação internacional para um golpe na Bolívia. Nos áudios, fica evidenciado o apoio “das igrejas evangélicas e do governo brasileiro”, além da articulação com operadores dos EUA e de Israel para “queimar estruturas do partido de governo e atacar também a embaixada de Cuba”

247 – Uma série de gravações de opositores ao governo Evo Morales mostra que há uma articulação internacional para um golpe na Bolívia. Nos áudios, fica evidenciado o apoio “das igrejas evangélicas e do governo brasileiro”, além da articulação com operadores dos EUA e de Israel para “queimar estruturas do partido de governo e atacar também a embaixada de Cuba”



A reportagem da Revista Fórum destaca que “a tentativa de realizar um golpe de Estado na Bolívia ficou em evidência com uma série de áudios revelados pelo jornal boliviano El Periódico, onde é possível ver como alguns importantes líderes opositores convocam abertamente a uma “mobilização até a queda do presidente”. Em um dos áudios, um interlocutor revela o apoio “das igrejas evangélicas e do governo brasileiro”, e fala de um suposto “homem de confiança de Jair Bolsonaro, que assessora um candidato presidencial”.






A matéria ainda sublinha que “o áudio não especifica qual, mas bate com as informações de que o Itamaraty está desde maio em conversas frequentes com o líder opositor Luis Fernando Camacho, do Comitê Cívico, o mesmo partido do candidato Carlos Mesa, segundo colocado nas eleições de outubro.”

Com informações do jornal El Períodico

LEIA TAMBÉM: