em Uncategorized

Bolsonaro foge de entrevista ao perguntarem sobre corrupção na SECOM

Bolsonaro como sempre se esquivou e fugiu de entrevista em que foi questionado um possível escândalo de corrupção envolvendo seu secretário da SECOM .”Gente, acabou a entrevista”, disse Bolsonaro aos repórteres e jornalistas que esperavam uma resposta do presidente sobre o escândalo. Ao que parece Bolsonaro, não quer questionamentos e nem gosta de receber críticas.




Bolsonaro como sempre, parece não se agradar de ter que prestar contas a sociedade de seu governo.

Agora, nessa quinta-feira (15) após o secretário da SECOM, Fabio Wajngarten, ter sido denunciado por receber dinheiro de empresas e grupos de mídia, que recebem dinheiro do governo federal em forma de verbas publicitária, conforme denunciou o jornal Folha de São Paulo.




Ao ser questionado por repórteres e jornalistas sobre o novo escândalo na sua coletiva de mídia, Bolsonaro pediu para encerrar a coletiva: “Gente, acabou a entrevista”.

A denúncia motivou o Ministério Público da União, pedir revisão dos contratos  de verbas publicitárias da SECOM.

A Secom administra as verbas de propagandas do governo e gastou em 2019, primeiro ano da gestão de Jair Bolsonaro, R$ 197 milhões em campanhas publicitárias.

LEIA TAMBÉM:

Fabio é sócio da FW Comunicação e Marketing, empresa da qual tem 95% das cotas. Os outros 5% pertenceriam à sua mãe. A FW oferece serviço de controle de concorrência e checking e também faz estudos de mídia.

Ele recebeu de ao menos 5 empresas que recebem verba publicitária do governo federal de Bolsonaro, entre elas a BAND e Record, que tiveram um crescimento do repasse de verbas publicitárias no governo Bolsonaro.




Veja o vídeo de Bolsonaro encerrando a entrevista:

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

Entre no nosso canal de Telegram e receba nossos conteúdos por lá

 

 

Comments are closed.