Carlos Bolsonaro prega ditadura: “por vias democráticas” o Brasil não vai mudar

Defensor da ditadura, o vereador Carlos Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, disse que “por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos”. “Como meu pai, também estou muito tranquilo e o poder jamais me seduziu”, disse numa sequência de tuítes



247 – O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho mais velho de Jair Bolsonaro e responsável pela máquina de fake news de seu pai nas redes sociais, escreveu em sua página no Twitter que, “por vias democráticas”, a mudança que ele acredita ser necessária para o país “não acontecerá”.

Sempre enigmático, tentando passar recados às suas milícias digitais, Carluxo escreveu: “Por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos… e se isso acontecer. Só vejo todo dia a roda girando em torno do próprio eixo e os que sempre nos dominaram continuam nos dominando de jeitos diferentes!”.




O clã Bolsonaro sempre que tem oportunidade defende a ditadura militar como forma de governo. Na semana passada, a alta comissária da ONU para Direitos Humanos e ex-presidente do Chile, Michelle Bachelet foi alvo de Bolsonaro que atacou seu pai, que foi torturado e morto durante a ditadura de Pinochet.

Bolsonaro será denunciado à ONU por defender ditadura militar. A ação será apresentada pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e o Instituto Vladimir Herzog. As entidades denunciarão Bolsonaro na reunião do Conselho de Direitos Humanos que ocorrerá nesta terça-feira, 10.