em Ciência/Tecnologia

Cientistas brasileiros conseguem eliminar vírus do HIV de paciente

04/06/2020

Via jornal O Tempo

Pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) podem ter descoberto a cura da AIDS.




Um estudo, que começou em 2013, realizado pela instituição e coordenado pelo infectologista Ricardo Sobhie Diaz foi feito em escala global a fim de testar um novo tratamento em pessoas contaminadas pelo HIV.

Com ele, os pesquisadores conseguiram eliminar o vírus de uma pessoa que convivia há sete anos com a doença.




A pesquisa foi feita com 30 voluntários que tinham carga viral indetectável de HIV. Todos os pacientes estavam em tratamento há mais de dois anos.

 

LEIA TAMBÉM:

Estudo com 96 mil pacientes não encontra eficácia da cloroquina contra COVID-19

New York Times: “Bolsonaro é o mais insignificante dos líderes mundiais”

Depois de cortes no ensino público, Ministro da educação quer fortalecer universidade privada

China aprova o uso de vacina contra COVID-19 em seus militares

 

A equipe da Unifesp usou um misto de medicamentos, substâncias que matam o vírus da AIDS e uma vacina produzida com o DNA de cada pessoa que faz com que o sistema imunológico reaja e encontre as células infectadas. São quatro drogas administrados pelos pesquisadores, além da vacina.

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

Clique aqui e receba nossas notícias pelo seu Telegram

“A gente intensificou o tratamento. Usamos três substâncias no estudo, além de criar uma vacina”, disse o pesquisador em entrevista à rede de televisão CNN Brasil.



Atualmente paralisado devido à pandemia do coronavírus, o estudo deve contar ainda com mais uma fase, que incluirá o dobro de pessoas.

Os comentários estão desativados.

<--retirado daqui os relacionados Mobile -->