Deputado aliado cobra Bolsonaro: “Se Mourão é traidor, fale na cara dele”.

Revista Fórum

O pastor evangélico e deputado federal bolsonarista, Otoni de Paula (PSC-RJ), cobrou no plenário da Câmara uma providência de Jair Bolsonaro sobre a “guerra aberta” entre seu filho Carlos Bolsonaro e o vice-presidente Hamilton Mourão.




Em discurso inflamado, disse: “Eu não quero acreditar que o homem que eu votei para ser presidente da República esteja agindo nesse nível de covardia. Se não é o presidente que está colocando o filho, que cuida de sua rede social, a seu serviço, de criticar o vice-presidente, então que, pelo menos, para o bem do país, manda o Carlos parar com isso”, declarou.

LEIA TAMBÉM:

O deputado prosseguiu: “Isso está criando problema, isso vai travar a nação, presidente. Se Mourão é traidor, fale na cara dele, fale para seus eleitores. Agora, não permita que o Brasil veja essa cena patética, ridícula, conversa de comadre, conversa de lavadeira”.



“Estou vendo a esquerda rir da nossa cara. A esquerda comenta aqui dentro que nunca foi tão fácil ser oposição. O governo não tem base aqui dentro, porque não dialoga com ninguém. Meu maior medo é que o presidente Bolsonaro esteja preso ao mito que ele mesmo criou. Meu maior medo é que ele prefira ser mito ao invés de ser presidente”, destacou Otoni de Paula.

Veja o vídeo: