em Denúncias

Em meio a pandemia, bolsonaristas organizam carreatas pro povo “voltar a trabalhar”

Em todo Brasil estão sendo organizados e mobilizados por meio das redes sociais e das ruas, carreatas de empresários bolsonaristas que estão pedindo para o povo voltar a trabalhar e pela reabertura do comércio e outros serviços durante a quarentena, num momento em que o número de mortes por coronavírus só aumenta e o número de contagiados pelo vírus também. A burrice de nossa elite escravagista sedenta pelo lucro imediato, pode custar caro ao Brasil, como custou a Itália.




Lembrem desse monumento a burrice brasileira, estimulada por uma elite podre e por bolsonaristas lunáticos.

Está sendo organizado nas redes sociais, movimentos para as pessoas voltarem a trabalhar, reabrir comércio.

Quando as mortes e os corpos pela pandemia do coronavírus, começarem a se enfileirar, lembre de Jair Bolsonaro que pediu ao povo para voltar as ruas, lembre desses empresários como o Dono do Madero, como os bolsonaristas que estão indo as ruas.




O número de casos confirmados de coronavírus no Brasil, aumentaram hoje (26) para 2915 e cerca de 77 mortes.

A Fiocruz faz alerta que está havendo uma explosão de internações de pessoas com problemas respiratórios, um dos sintomas do coronavírus.



No momento que diversos estados registram aumentos de morte por coronavírus, os bolsonaristas vão colocar seu bloco de horrores na rua e querem que o povo volte ás ruas.

Hoje no entanto, o Congresso Nacional, aprovou a renda mínima durante a pandemia, que dará até R$ 1200 a mulheres chefes de família.

Veja as imagens das carretas de empresários pró-Bolsonaro, convocando o povo a voltar as ruas em plena pandemia de coronavírus:

Obs1: Em matéria do dia 28 de fevereiro, a Itália, também resolveu “afrouxar” a quarentena e fazer as pessoas a voltarem a trabalhar e a economia “voltar a funcionar”… hoje a Itália amarga mais de 7 mil mortes por coronavírus.

Para não desacelerar a economia, Governo italiano criticou prefeitos e governadores por “espalharem caos” ao defender quarentenas. Três dias depois, número de mortes dobrou até chegar aos 7.503 de agora. Leia a matéria do El País que trata do tema.



Veja as carretas de empresários bolsonaristas:

Comments are closed.