em Denúncias

Bolsonaro minimiza coronavírus e pede pro povo ir para rua em meio a pandemia

Na contramão do mundo todo, Bolsonaro pede pro povo voltar as ruas, abrir escolas de crianças e diz que preocupação com o coronavírus é apenas uma “histeria”. O número de casos no Brasil saltou de 121 em 14 de março para cera de de 2100 em apenas 100 dias e o total de 46 mortes. Na contramão de todos líderes mundiais que estão protegendo seus cidadãos, Bolsonaro voltou a chamar o coronavírus de “gripezinha” e “resfriado”. O número de casos de coronavírus no Brasil dobram a cada 2 ou 3 dias.



Inacreditável, impressionante, o auge da loucura bolsonarista novamente imperou.

Bolsonaro na contramão do mundo, acha que o povo tem que voltar ao comércio, que as crianças devem voltar as aulas.




Quer que as pessoas voltem a trabalhar, quando a curva do coronavírus dispara no Brasil, alcançando hoje 2100 casos, no dia 14 de março, eram apenas 121 casos. Veja aqui como a dez dias atrás tinhamos apenas 121 casos.

A tendência é que a propagação do coronavírus dobre a cada dois ou três dias no Brasil, em uma verdadeira curva ascendente da pandemia.

Bolsonaro chamou a preocupação e ações contra o coronavírus de “histeria”  e ”pavor”.

As medidas de isolamento social, que são reconhecidos pela Organização Mundial da Saúde, como uma das maneiras mais eficazes de conter a propagação do coronavírus no mundo.



Bolsonaro criticou o confinamento, disse que escolas devem ser abertas, voltou a atacar o médico Dráuzio Varella.

“Sem pânico ou histeria, como venho falando desde o princípio, venceremos o vírus e nos orgulharemos”, disse o presidente.

VEJA O PRONUNCIAMENTO COMPLETO:

Comments are closed.