em Economia

Em vídeo antigo, Guedes prometia “gás pela metade do preço”




Em vídeo antigo que está circulando nas redes sociais, o Ministro da Economia, Paulo Guedes  prometeu que o valor do gás ”dentro de 2 anos” chegaria a metade do preço na casa do trabalhador brasileiro. Ontem (26) foi anunciado novo aumento no preço do gás de cozinha, outro aumento. Um ano de governo Bolsonaro irá se completar e o preço do gás de cozinha só aumentou.

Em vídeo antigo,que circula nas redes sociais, Paulo Guedes, o homem da economia do governo Bolsonaro, diz que eles “vão quebrar o monopólio” da Petrobrás para “refinar”, de “companhias estaduais” para distribuir. O vídeo de 2019, Guedes diz que eles vão “quebrar monopólio” das empresas públicas para “baixar preço do gás e petróleo”.




O Brasil ao contrário do discurso de Guedes, está tendo que importar cada vez mais petróleo. E a capacidade das refinarias brasileiras teria ficado ociosa em 25% segundo as informações da BBC Brasil.

E o governo Bolsonaro acertou a venda da Liquigás, que é uma distribuidora, para o consórcio privado formado por Copagaz , Itaúsa e Nacional Gás Butano. A oferta foi de R$ 4,5 bilhões.

LEIA TAMBÉM:

A Petrobrás chegou a vender a Liquigás, ainda no governo Temer em 2017 por 2,8 bilhões de reais, mas a operação foi cancelada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Na avaliação de críticos do governo Bolsonaro, a entrega da Liquigás que é a distribuidora de gás, o valor do preço de gás deve aumentar ainda mais.




Um ano de governo Bolsonaro se completa e o valor do preço de gás só aumentou, incluindo o novo aumento que foi liberado ontem (26), o botijão pela “metade do preço” como prometeu Guedes, até o momento ficou só na teoria.

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

Entre no nosso canal de Telegram e receba nossos conteúdos por lá

Veja o vídeo: 

Os comentários estão desativados.

<--retirado daqui os relacionados Mobile -->