Empresa “supostamente ligada” a Bolsonaro pode levar presidente do Paraguai ao Impeachment

Um jornal paraguaio afirma que uma empresa “supostamente ligada” à família de Jair Bolsonaro está por trás do acordo de Itaipu que levou a cúpula do atual governo a enfrentar pedidos de um processo de impeachment

247 – Um jornal paraguaio afirma que uma empresa “supostamente ligada” à família de Jair Bolsonaro está por trás do acordo de Itaipu que levou a cúpula do atual governo a enfrentar pedidos de um processo de impeachment.



Segundo publicação do jornal ABC Color, do dia 31 de julho de 2019, um assessor jurídico considerado braço direito do vice-presidente Hugo Velezquez teria convencido autoridades a retirar do acordo de Itaipu um item que prejudicou o Paraguai na venda de energia para o Brasil.

Clique e receba nossas notícias direto no seu Whatsapp

O advogado José Rodríguez Gonzalez, o assessor jurídico em questão, teria informado que o Paraguai não poderia comercializar energia ao Brasil porque era preciso “reservar o negócio” para a empresa Leros, supostamente “ligada à família presidencial” brasileira.




 

Leia a íntegra da matéria no jornal GGN