em Denúncias

Flávio Bolsonaro pagou R$ 500 mil a advogado investigado

A pedido de Flávio Bolsonaro, o PSL contratou um escritório de advocacia que é suspeito de ter vazado informações da PF para Flávio Bolsonaro, o que impediu uma operação que seria deflagrada contra Fabrício Queiroz. O pagamento foi de cerca de 500 mil reais.



Mais uma peça no quebra-cabeça se junta, o escritório de advocacia do ex-assessor e advogado Victor Granado Alves, foi contratado pelo PSL a pedido de Flávio Bolsonaro. O escritório é suspeito de ter vazado informações informações de investigações da Polícia Federal que viriam a atingir Queiroz e Flávio no caso das rachadinhas.

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

A informação é da Folha de São Paulo. O contrato durou 13 meses e custou mais de R$ 500 mil, com recursos pagos pelo fundo partidário, ou seja, dinheiro público.




As notas fiscais do PSL, comprovam que o escritório de advocacia, investigado no suposto vazamento de informações da Polícia Federal para Flávio Bolsonaro.

Siga nosso canal do Youtube e receba nossos vídeos:

A reportagem ainda diz que uma das sócias do escritório de advocacia aparece como assessora de gabinete de Flávio Bolsonaro. O salário bruto dela era superior a R$ 20 mil reais.

O empresário Paulo Marinho citou Victor Granado, como quem  teria a informação vinda da Polícia Federal, sobre operação que poderia ser deflagrada contra Queiroz e que mirava a ”rachadinha” no gabinete de Flávio Bolsonaro.




O Ministério Público do Rio de Janeiro, encontrou nas contas de Fabrício Queiroz mais de 2 milhões movimentados e depositados por assessores de Flávio Bolsonaro. O MP do Rio de Janeiro apontou Flávio como chefe de organização criminosa que desviava dinheiro público.

LEIA TAMBÉM:

Vídeos relacionados:

Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | VK | Instagram

Participe do grupo FORA BOLSONARO no Whatsapp e receba notícias

Comments are closed.