Haddad cresce e se firma na 2ª posição na pesquisa do “mercado”

Nova pesquisa de intenção de votos do mercado financeiro mostra ascensão fulminante de Haddad e sua consolidação no segundo lugar; em uma semana, Haddad dobrou suas indicações na pesquisa estimulada, saltando de 8% para 16%, na pesquisa espontânea ele quadruplicou, indo de de 3% para 12%; dado é mais significativo ainda porque em pesquisas por telefone, como essa, há uma redução nas projeções tanto para Lula como para Haddad




247 – Nova pesquisa de intenção de votos contratada pelo banco BTG Pactual junto ao Instituto FSB Pesquisa mostra a rápida ascensão de Fernando Haddad e sua consolidação no segundo lugar. Foi o maior salto no levantamento BTG/FSB: Haddad saiu de 8% para 16%. O ex-prefeito, portanto, dobrou sua participação após ter sido oficialmente formalizado como candidato a presidente pelo PT, mas não só: na pesquisa espontânea Haddad quadruplicou sua intenção de voto, de 3% para 12%.

A situação de Alckmin é quase desesperadora. Na pesquisa espontânea tem apenas 2% (como Marina) e ambos já são superador por João Amôedo, que tem 3%.



Na pesquisa estimulada, Bolsonaro está na primeira colocação, com 33%. Alckmin perdeu 2%, caindo de 8% para 6%, e Marina despencou de 8% para 5%.

Leia também:

Segundo o site Infomoney, Ciro Gomes cresceu dois pontos percentuais na pesquisa estimulada BTG/FSB, oscilando de 12% para 14%, dentro da margem de erro.

Confira a curva da pesquisa espontânea:

No pelotão retardatário, João Amoêdo (Novo) apresenta 4%, Alvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB), 2%. Os outros candidatos têm 1% ou menos.

Nesse levantamento, 9% disseram não votar em ninguém. Outros 2% apontaram nulo ou em branco e 4% não sabem. Apenas 1% não respondeu à pesquisa.

Aqui, a curva da pesquisa estimulada:




A pesquisa BTG/FSB tem outro tipo de metodologia, diferente das tradicionais aferições do Datafolha, Vox Populi e Ibope. A BTG/FSB faz o levantamento por telefone, uma metodologia que reduzia as projeções para Lula e reduz agora para Haddad, porque exclui 10% do eleitorado -os mais pobres . Foram entrevistadas 2 mil pessoas com idade a partir de 16 anos nos 27 estados da federação. As entrevistas telefônicas aconteceram entre 15 e 16 de setembro.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-06478/2018.

Receba nossas atualizações direto no Whatsapp