Investigadores do RJ dizem que Carlos Bolsonaro jogou um computador no lixo

Os investigadores da Polícia Civil do Rio de Janeiro, receberam uma informação que pode ser bombástica. O filho do presidente Jair Bolsonaro, o vereador Carlos Bolsonaro, teria se desfeito de um computador pessoal.

A informação é da jornalista Mariana Muniz no Radar da VEJA, na nota se diz que “no entorno do governador do Rio, Wilson Witzel, há grande expectativa de que as investigações sobre os filhos de Jair Bolsonaro cheguem às ligações do clã com milicianos”.




Carlos Bolsonaro ter descartado o computador fez os investigadores se questionarem o porque da tal atitude, depois de se envolver na “polêmica” (como disse a VEJA) de ter acesso aos dados da portaria do condomínio onde mora e onde há investigação de para quem o assassino de Marielle, teria interfonado no dia da morte da vereadora.

Bolsonaro no entanto, pode retaliar Witzel por estar no encalço do filho, a nota anuncia também que ue “O troco sobre Witzel está a caminho“, que seria “curso uma investigação federal sobre um certo secretário” estadual do Rio de Janeiro e que isso envolveria o “passado eleitoral” do governador.

LEIA TAMBÉM: