Lobão: ‘Bolsonazismo é uma doença que assola o Brasil’

“O bolsonazismo é uma doença que assola o Brasil, uma doença paranóica, um delírio conspiratório. Mas eu acho ótimo, porque quanto mais cafonas eles são, mais mico pagam”, diz o roqueiro Lobão, que foi apoiador de Jair Bolsonaro.

Ex-apoiador de Bolsonaro, o roqueiro Lobão dispara contra os “bolsominions” (seguidor fiel e ideológico de Bolsonaro), ao comentar  no jornal O GLOBO, sobre a declaração do novo presidente da Funarte, Dante Montavani, que afirmou que o “rock leva ao aborto e o satanismo”.




O bolsonazismo é uma doença que assola o Brasil, uma doença paranóica, um delírio conspiratório. Mas eu acho ótimo, porque quanto mais cafonas eles são, mais mico pagam. Olavo de Carvalho dando conta da agenda de costumes do país, da educação, da cultura, usando todas as armas numa doutrina tirânica e retrógrada”, disse o roqueiro, que foi apoiador de Bolsonaro, chegando a ir para rua na eleição para defender Bolsonaro e que participava ativamente de protestos de grupos de extrema-direita contra o PT.

LEIA TAMBÉM: Eduardo Bolsonaro está bancando mansão para blogueiro bolsonarista, diz Lobão

A declaração é uma resposta as declarações de Montavini, que é aluno pessoal de Olavo de Carvalho, guru da extrema-direita brasileira. “O rock ativa a droga que ativa o sexo que ativa a indústria do aborto. A indústria do aborto por sua vez alimenta uma coisa muito mais pesada que é o satanismo. O próprio John Lennon disse que fez um pacto com o diabo”, disse o novo presidente da Funarte.

Veja o vídeo de Montavini que Lobão critica: