Lula livre te indigna? E Flávio Bolsonaro blindado, não?

Muitos auto-proclamados “indignados com a corrupção”,  de movimentos que adoram usar o verde e amarelo como símbolo, aos comentaristas e especialistas de redes sociais se dizem “chocados” com o “absurdo” que foi Lula ser solto, após a votação do STF derrubar a prisão em 2ª instância, por 6 a 5. Houve hoje em algumas cidades do Brasil, manifestações contra o STF, que reuniram pouquíssimas pessoas, mostrando que o fôlego real dos movimentos de ultra-direita vem perdendo caldo, esses mesmos movimentos e parlamentares que hoje se dizem “indignados”, ficaram em silêncio, quando o STF  determinou  suspensão das investigações contra Flávio Bolsonaro e seu ex-motorista, Fabrício Queiroz.

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

A “indignação” desses grupos é “daltônica” (só atinge quando vêem determinadas cores: o vermelho),  a menor menção de decisão do STF ou tribunais superiores que beneficiaria alguém do PT, é motivo de lives no Facebook, memes de “indignação” e protestos num domingo de sol na Avenida Paulista, decisões que beneficiam Flávio Bolsonaro e aliados de Bolsonaro, são motivos para silêncio, uma crítica pontual aqui e acolá e nada além disso, afinal o filho do ”chefe”, que tenta a todo modo interromper investigações contra ele, não é alvo da fúria desses grupos.



A decisão que libertou Lula, foi apenas o cumprimento da Constituição, onde um réu só cumprirá sentença em pena privativa em liberdade (prisão) , após se esgotar todos seus recursos,a decisão não soltou estupradores, pedófilos, criminosos, assassinos, como foi propagado nas redes bolsonaristas, pois a decisão não se aplica a pessoas perigosas, que podem fugir, tumultuar o processo. No entanto a matilha raivosa bolsonarista, fica calada, quando Queiroz some e quando Flávio Bolsonaro se salva pelo STF…o ódio pelo que se vê é político e não por “corrupção”