Malafaia critica Bolsonaro por deixar de fora Magno Malta de Ministério

Malta, que não conseguiu se reeleger para o Senado, era tratado como “vice dos sonhos” de Bolsonaro durante a pré-campanha, mas foi preterido de assumir ministérios, ainda que tenha afirmado, em entrevista, que estaria no primeiro escalão




247 – O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) foi criticado por mais um aliado por conta de nomes indicados para seu futuro ministério. A escolha do deputado Osmar Terra (MDB-RS) para o Ministério da Cidadania e Ação Social, nesta quarta-feira (28), desagradou o pastor Silas Malafaia, que esperava seu aliado, o senador Magno Malta (PR-ES) no cargo.

Leia também:

“A única pessoa que pode responder por que o Magno não foi confirmado é o próprio presidente. Para mim, Bolsonaro disse três vezes que estava pensando em colocar o Magno no Ministério da Cidadania. Apoio integralmente o Bolsonaro, mas não vou concordar 100% com as ações dele. A unanimidade é burra”, disse o pastor evangélico.



Malta, que não conseguiu se reeleger para o Senado, era tratado como “vice dos sonhos” de Bolsonaro durante a pré-campanha, mas foi preterido de assumir ministérios, ainda que tenha afirmado, em entrevista, que estaria no primeiro escalão.

“Não faço parte do núcleo político de Bolsonaro. Não sei como algumas coisas funcionam. Mas não concordo que Ana Amélia, vice de Alckmin, que sempre criticou Bolsonaro, que só declarou apoio no segundo turno, tenha espaço. Malta não, perdeu a eleição porque fez campanha para Bolsonaro”, acusou Malafaia.

Receba nossas atualizações direto no Whatsapp

Receba nossas atualizações direto no Telegram