Quem bradava contra foro e corrupção, hoje tenta bloquear investigação

Flávio Bolsonaro, que antes gravava vídeos contra o foro privilegiado e fazia discursos eloquentes contra a corrupção e mirando principalmente em Lula e no PT, hoje entra com habeas corpus para evitar a quebra do seu sigilo e tenta com isso bloquear investigações , isso pela terceira vez…

Texto de Fernando Brito: 

Catia Seabra e Italo Nogueira, na Folha, revelam que, desde a semana passada, o pedido de anulação da quebra do sigilo fiscal dos envolvidos no caso das “rachadinhas” feito por Fabrício Sumido Queiroz ganhou a ilustre companhia do agora senador Flávio Bolsonaro, que tenta, pela terceira vez, suspender investigações a seu respeito.



O habeas corpus impetrado por Flávio está sob sigilo, mas têm argumentos semelhantes aos apresentados pela defesa de Fabrício Queiroz, segundo diz a Folha.

É provável que a decisão seja tomada já nos próximos dias e, tudo indica, vai outra vez frustrar as expectativas do clã.




Nem discuto a existência de boa técnica jurídica na decisão de quebra o sigilo de Flávio, porque, a esta altura e no clima a que ele e sua família criaram em relação à ação da Justiça, são poucas as chances de que a quebra de sigilo seja revertida.

     Flávio dizia ser contra o foro privilegiado (vídeo acima)

Afinal, foi a turma deles, a dos lavajatistas, que exacerbou a obtusa máxima do “quem não deve não teme”, transformando automaticamente em culpado todo aquele que não quer sofrer uma devassa em sua vida.

Mas há, neste caso, elementos de sobra para o exame das contas: compra e venda aos montes de imóveis, saques e pagamentos em dinheiro, famílias inteiras contratadas nos gabinetes (dele e do pai) sem que aparentemente trabalhassem. agumas delas ligadas a milicianos foragidos.

LEIA TAMBÉM:

Há, sobretudo, a declaração do próprio Flávio Bolsonaro, há seis meses atrás, de que Fabrício tinha explicado tudo a ele, com uma “história plausível” que jamais apareceu.




Ao contrário, quem desapareceu foi Fabrício.

Vídeo falando de Lula como ladrão: