em Política

Weintraub diz que deixará o Brasil para não ser preso

19/06/2020

Depois de deixar o comando do Ministério da Educação, Abraham Weintraub, afirmou que deixará o Brail para “não ser preso e nem ser morto” e diz que ”não quer brigar com ninguém”. “a prioridade total é que eu saia do Brasil o quanto antes”. “Agora é evitar que me prendam, cadeião e me matem”, acrescentou.




Após anunciar ontem (18) que deixaria o Ministério da Educação, Weintraub afirmou que recebeu convites para trabalhar no Banco Mundial.  Hoje, sexta-feira (19), Weintraub diz que deixará o Brasil o quanto antes e que “não quer briga com ninguém”. Havia rumores que logo após sua saída do cargo, Weintraub pudesse ser preso.

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

Entre no nosso canal de Telegram e receba nossos conteúdos por lá

Segundo Weintraub , a pressa se deve às ameaças de morte que estaria sofrendo. “A prioridade total é que eu saia do Brasil o quanto antes”, afirmou em entrevista à CNN Brasil. “Agora é evitar que me prendam, cadeião e me matem”, acrescentou.



O deputado federal Rogério Correia (PT-MG) disse que irá pedir a apreensão do passaporte de Weintraub para que ”ele não fuja do país”. Segundo o deputado, Weintraub quer sair do país, para se esquivar de processos judiciais no Brasil.

VÍDEOS RELACIONADOS:
Inscreva-se no nosso Canal:





“Ele pode muito bem , a pretexto do serviço, fugir do Brasil com os crimes que ele está cometendo. A prisão dele é uma possibilidade real, depois que ele disse que iria prender Ministros do Supremo e chamou os Ministros, duas vezes de vagabundos” disse o deputado.

Com a prisão de Sara Winter, prisão de Queiroz, teremos muito em breve a prisão de Weintraub no âmbito do inquérito das fake news? Parece que o cerco vai se fechado ao bolsonarismo.

Se gosta do nosso trabalho, faça uma doação e nos ajude na luta política





Instagram siga Falandoverdades no Instagram

Os comentários estão desativados.

<--retirado daqui os relacionados Mobile -->