Autora de fake news contra jornalista, tem cargo com deputado do partido de Bolsonaro

Fernanda de Salles Andrade, autora do texto publicado neste domingo no site ‘Terça Livre’, difamando a jornalista do Estado de S.Paulo Constança Rezende, foi nomeada no início do mês de fevereiro no gabinete do deputado do PSL Bruno Engler, em Minas Gerais; Bolsonarista declarada, Fernanda afirmou não ver problemas em trabalhar para o Terça Livre e ter o cargo comissionado na Assembleia; ela também se negou a dizer quanto está ganhando, mas a Assembleia Legislativa revela que seu salário é de R$ 7.574, 00

247 – Fernanda de Salles Andrade, autora do texto publicado neste domingo no site ‘Terça Livre’, difamando a jornalista do Estado de S.Paulo Constança Rezende, foi nomeada no início do mês de fevereiro no gabinete do deputado do PSL Bruno Engler, em Minas Gerais. Terceiro mais votado nas eleições de 2018, com 120.252 votos, Engler pertence ao Movimento Direita Minas. Sua candidatura foi embasada pelo presidente Jair Bolsonaro. A reportagem e apuração é do jornalista Rubem Berta, em seu blog.

A publicação do cargo da repórter do Terça Livre ocorreu no dia 2 de fevereiro no Diário Oficial do Legislativo mineiro, segundo informa a reportagem.

O jornalista ligou para o gabinete de Bruno Engler na manhã desta segunda (11) e conversou com Fernanda.

Confira abaixo o diálogo:

Ela diz ao jornalista “não ver problemas em trabalhar para o Terça Livre e ter o cargo comissionado na Assembleia” e também se nega dizer quanto está ganhando.

“Não acho… Não é uma pergunta que eu precise responder para você, não”, argumentou ela.

O jornalista questionou:

“Mas é dinheiro público, né?”

Ela rebateu:

“E qual que é o problema disso? Você tem algo contra funcionários públicos?”

Rubem Berta insistiu:

“Contra funcionários públicos, não. Mas é importante saber quanto um funcionário público recebe…”

Fernanda finalizou:

“Sim, você pode ficar à vontade para fazer a sua pesquisa.”

A reportagem ainda aponta que as redes sociais de Fernanda não escondem a admiração pela família Bolsonaro. Há diversas fotos com Flávio, Eduardo e com o próprio presidente Jair, datadas de 2017 e 2018.

Poucos minutos depois de conversar com o blog de dentro do gabinete, a repórter do Terça Livre voltou a postar no Facebook críticas ao trabalho das agências de checagem e do jornal Estado de S.Paulo:

O salário

Apesar do mistério que Fernanda fez sobre a quantia que recebe como funcionária do gabinete, através do site da Assembleia Legislativa de Minas é possível ter acesso aos valores que os funcionários da Casa recebem. No caso de Fernanda, o vencimento bruto de R$6.543,79 + R$1.021,00 (auxílio transporte/alimentação).

Entenda o caso

Cercado por todos os lados, desde a desarticulação política de seu governo até a denúncia de desvio de fundo partidário que sangra seu partido, Jair Bolsonaro volta a fazer uso de fake news para atacar a imprensa. No Twitter, Bolsonaro replicou a nota do site ‘Terça Livre’ que atribuiu à jornalista Constança Resende a intenção de “arruinar Flávio Bolsonaro e o governo”, supostamente vazada a um jornalista francês. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a frase jamais foi dita. Leia mais aqui.

A fake news da repórter desmontada pela Agência Pública, que checa veracidade de informações

Atualização: O Estadão acaba de confirmar a informação que Fernanda Salles trabalha para deputado do PSL, de Bolsonaro