Cônsul-honorário na Austrália é exonerado por criticar Sérgio Moro

O ex-cônsul descobriu sobre sua exoneração através de publicação no Diário Oficial após comentar as reportagens da Vaza Jato

Nessa semana, o advogado Valmor Gomes Morais foi exonerado do cargo de cônsul honorário no estado de Queensland, na Austrália.



A razão para isso teria sido uma publicação que ele fez em sua página pessoal do Facebook argumentando que os diálogos revelados pelas reportagens da Vaza Jato entre o então juiz federal Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol jamais seriam aceitos na Austrália.

Alguns dias depois, após uma série de reclamações de brasileiros residentes no país ao consulado-geral do Brasil em Sydney, Morais descobriu sobre sua exoneração por conta de uma amiga, informando-o que a dispensa estava publicada no Diário Oficial.




“Não houve uma troca de e-mails, um telefonema, uma chance para que eu oferecesse o contraditório”, afirmou Morais à BBC Brasil.

LEIA TAMBÉM:

O ex-cônsul trabalha na área jurídica na Austrália desde 2008 para grandes empresas internacionais, atuando inclusive como mediador, qualificações que o teriam credenciado ao cargo, que costuma ser ocupado por não diplomatas, de forma voluntária e não remunerada, a fim de auxiliar o Itamaraty em locais onde não há representação diplomática brasileira.

Segundo Morais, ele atendia mais de 40 pessoas por semana e, nos últimos três anos, teriam sido mais de 1.827 pessoas que, sem o consulado-honorário em Brisbane, teriam de obrigatoriamente ir à Sidney, no estado de Nova Gales do Sul, para realizar seus serviços consulares. Morais calcula que há cerca de 20 mil brasileiros residindo em Queensland, 12 mil sendo estudantes.




Em seu perfil de Facebook, diversos comentários e publicações expressaram sua solidariedade ao ex-cônsul, agradecendo os serviços prestados à comunidade brasileira em Queensland.

Via Revista Fórum