em Política

Deputado bolsonarista morre de coronavírus no RJ

O deputado estadual bolsonarista Gil Viana (PSL-RJ) estava na UTI, na cidade de Campos no Rio de Janeiro e morreu por volta das 22 horas dessa terça-feira (19). O motivo foi o novo coronavírus. Ele era o  principal líder bolsonarista de Campo de Goytacazes, no norte do Rio de Janeiro.




O principal líder bolsonarista do norte fluminense, o deputado estadual Gil Vianna (PSL-RJ) veio a falecer nessa terça-feira (19) de coronavírus. Ele era amigo e próximo ao senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ)  e tinha apenas 54 anos de idade.

Clique aqui e receba nossas notícias no seu Whatsapp

O deputado começou a sentir os sintomas da doença do coronavírus no início do mês de maio, ele fez exames e confirmou que estava com coronavírus. Ele foi internado em UTI  do Hospital da Unimed em Campos (RJ) há uma semana.




Gil deu entrada em hospital com tosse agravada por uma dificuldade de respirar. O deputado teve os dois pulmões afetados pelo vírus, 80% de um pulmão foi comprometido e 50% do outro também.

“Foi uma grande surpresa porque Gil sempre se cuidou, fazia exercícios físicos regularmente e nunca se queixou de problemas de saúde”, disse essa fonte, ao jornal Campos 24horas.

O deputado precisou ser entubado, não resistindo ao procedimento e vindo a óbito. Segundo a assessoria do deputado, até segunda-feira o quadro do deputado segundo os médios era estável.

Gil foi PM e militar do exército. Tinha proximidade com o clã Bolsonaro e com Flávio Bolsonaro.



Siga nosso canal no Youtube:

 

Nota assessoria de Gil Vianna

Luto eterno

É com grande pesar que comunicamos o falecimento do deputado estadual Gil Vianna (PSL), aos 54 anos, nesta terça-feira, 19, após lutar bravamente contra a Covid-19. O parlamentar estava internado no Hospital da Unimed, em Campos dos Goytacazes, desde o dia 11 de maio, após testar positivo para a doença. Gil Vianna foi vereador no município de Campos por dois mandatos e, atualmente, estava em seu segundo mandato na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), onde deixou um legado de honra, assim como foram os anos em que serviu o Exército Brasileiro e a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. Sua dedicação pelo povo fluminense, principalmente na luta incansável pela pessoa com deficiência, será lembrada eternamente.

LEIA TAMBÉM:

“Combati o bom combate, terminei a minha carreira, guardei a fé. Desde já me está reservada a coroa da justiça, que me dará o Senhor, justo juiz, naquele dia; e não somente a mim, mas a todos os que tiverem esperado com amor sua aparição”.

VÍDEOS RELACIONADOS:

Participe do grupo FORA BOLSONARO no Whatsapp e receba notícias

 

Comments are closed.