Desespero: Deputado do PSL de Bolsonaro pede prisão de Glenn

O deputado federal Filipe Barros (PSL-PR) protocolou na tarde desta sexta-feira (26), Procuradoria-Geral da República (PGR), um pedido de prisão temporária contra o jornalista Glenn Greenwald, editor do site The Intercept Brasil.

Para o parlamentar, há “fortes indícios de que o financiamento e a transmissão dos dados obtidos criminosamente implicam Glenn Greenwald como coautor dos crimes informáticos” que levou quatro supostos hackers à prisão.


Nesta sexta o Partido dos Trabalhadores (PT) apresentou uma comunicação de crime à Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o ministro da Justiça, Sérgio Moro. A notificação leva em conta o acesso de Moro a informações de investigação que corre em sigilo, o que se configuraria como crime.

De acordo com a Polícia Federal (PF), o grupo seria o responsável por invadir os celulares de diversas autoridades, entre elas o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.





O The Intercept foi o responsável por revelar, inicialmente, supostos diálogos envolvendo o atual ministro da Justiça, na época juiz da Lava Jato, e integrantes do Ministério Público. Entre eles está o procurador Deltan Dallagnol, que discutiu o processo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com Moro.

George Marques, Revista Fórum

LEIA TAMBÉM:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *