em Geopolítica

Lula diz que EUA promoveu protestos para derrubar Dilma





Em entrevista com o jornalista Nacho Lemus  do canal Telesur, o ex-presidente Lula afirmou que os EUA promoveu os protestos de 2013 com o intuito de derrubar a presidente Dilma Rousseff. Lula afirmou que iria lutar até seus últimos dias para promover o ideal se Simón Bolívar de integrar a América Latina.

Em entrevista com o jornalista Nacho Lemos, do canal Telesur, o ex-presidente Lula afirmou que as manifestações gigantescas de 2013, que sacudiram e mudaram a conjuntura política brasileira e tiraram do armário a extrema-direita, teriam sido promovidos pelos EUA. Ele diz que esses protestos foram centrais para a derrubada da ex-presidente Dilma e pela disseminação da ideologia de ódio e extrema-direita no Brasil.




“As manifestações de 2013 foram feitas já fazendo parte do golpe contra o PT. Elas já foram articuladas para garantir o golpe. Elas não tinham reivindicações específicas. As manifestações começaram como parte do golpe, incentivadas pela mídia brasileira e incentivadas, acho que inclusive, de fora para dentro. Eu acho que já teve o braço dos Estados Unidos nas manifestações do Brasil”, disse Lula ao ser questionado sobre as manifestações contra o neoliberalismo que sacudiram Chile, Colômbia e Equador no fim de 2019. “A diferença é que essas manifestações são feitas para conquistar direitos”, disse Lula ao jornalista.

Lula acredita que o ódio está tomando conta da sociedade brasileira.

“Lamentavelmente o ódio tomou conta desse país, um ódio disseminado sobretudo pelos meios de comunicação, a partir do governo do PT e mais, a partir de 2013 quando teve uma manifestação em Julho de 2013 e, depois no Impeachment da Dilma. Tudo isso gerou na eleição do Bolsonaro. A negação da política, o ódio a politica, o ódio ao sindicato, o ódio à organização dos trabalhadores, o ódio à esquerda”, disse o ex-presidente.

LEIA TAMBÉM:

Lula acredita que o principal desafio das esquerdas é recuperar sua vitalidade, se reorganizar no combate ao neoliberalismo.  Lula fala sobre a Lava Jato e sua arquitetura jurídica para impedir a volta do PT ao poder.




Lula diz que a situação do povo brasileira é delicada, com perda salarial, perda de direitos históricos trabalhistas, previdenciários.

O presidente russo Vladimir Putin teria avisado a ex-presidente Dilma com antecedência sobre os protestos de 2013, segundo Haddad.

Veja a entrevista de Lula na Telesur:

 

Comments are closed.